As crianças devem ser ouvidas na escolha da nova casa?

Mudar de casa é um processo que sempre mexe na estrutura familiar. Aquele friozinho na barriga de ir para um lugar novo é ótimo mas, para isso, todos precisam estar no mesmo barco, inclusive as crianças. É comum a dúvida: será que meus filhos devem ser ouvidos sobre a escolha da nova casa? Vamos descobrir.

Mesmo nós, adultos, nem sempre estamos preparados para mudanças em nossa rotina. Com as crianças, pode haver mais resistência. Os amigos da vizinhança, o parque que eles adoram, as memórias afetivas da casa atual: tudo isso pode contribuir para o desconforto dos pequenos quando se fala em um novo lar. Aqui, vamos trazer alguns pontos que podem ajudar a resolver esse problema. Mas já adiantamos: é sim fundamental ouvir as crianças nessa escolha.

Apresente a ideia de forma atrativa

Antes de tudo, você precisa ser estratégico. A sensibilidade das crianças é alta, então insira o assunto em uma conversa legal. Em vez de avisá-las sobre a decisão de mudança, apresente a ideia. De todos os aspectos que te levaram a querer uma nova casa, qual pode ser mais atrativo para seus filhos? Um espaço maior? Um gramado? Quartos individuais para cada um? Encontre o ponto certo e puxe o diálogo por aí.

Torne-os parte de sua busca pela casa ideal

É determinante que as crianças sejam ouvidas. Antes de visitar novas casas, converse com seus filhos. Tente entender o que seria mais difícil para eles abandonarem na casa atual e o que mais gostariam de encontrar na nova. Se a lista for ficando muito grande, ensine a necessidade de priorizar. “Vocês querem um gramado, quartos individuais e piscina? Talvez não possamos ter todos. Qual vocês preferem?”.

Durante as visitas, faça com que se sintam parte integrante das avaliações. Peça pela opinião deles, deixe que interajam com o corretor, mostre que são importantes.

Estabeleça limites

Foram visitadas dez casas. Você, ou você e seu cônjuge, são os responsáveis por essa escolha. Então avaliem as condições financeiras e todos os aspectos que são importantes na aquisição do novo imóvel. Agora, façam uma seleção: dessas dez casas, escolham as três melhores, e aí abram a conversa para os pequenos. “Dessas três, o que vocês mais gostaram? E o que menos gostaram?”. Uma vez feitos os apontamentos, deixe claro que as opiniões deles serão consideradas, mas que a decisão final é de vocês, os adultos.

Peça ajuda

Quer uma mãozinha em quebrar a resistência e fazer os pequenos curtirem a ideia da mudança? Comente a questão com o seu corretor. Deixe sua equipe saber disso. Assim, todos poderão fazer um esforço conjunto para encontrar argumentos que estimulem a criança a entrar no barco com você. Só tome cuidado para buscar uma imobiliária séria e comprometida.

Na Maciel Imóveis, estamos à disposição para te auxiliar com o que for necessário, inclusive com a criançada. Entre em contato conosco e vamos começar a nossa busca pelo lugar ideal para sua família.