Financiamento: saiba quanto, realmente, você pode pagar por um novo imóvel

Adquirir o próprio imóvel sempre nos faz palpitar. Vislumbrar a independência que essa conquista traz pode nos deixar um tanto apreensivo ou, em via contrária, nos tornar impulsivos. Por isso, antes de adquirir um financiamento é preciso avaliar suas opções e chegar a uma resposta importante: quanto você pode pagar por um imóvel?

Mesmo que as condições de pagamento sejam flexíveis e que o valor das parcelas caiba no seu bolso neste momento de sua vida, pense no futuro, faça seu planejamento. Neste caso, toda análise é válida.

Antes de tudo, é preciso considerar a sua renda. Para não comprometer a saúde de sua vida financeira, não destine mais do que 30% do que ganha ao pagamento da entrada do imóvel. Se quiser garantir ainda mais, fique com o percentual ideal, que é de até 20%.

Nos últimos meses, aumentou o valor de imóvel que você pode financiar de acordo com o que recebe. Desde o início de 2017, o poder de compra do mutuário (a pessoa que recebe um empréstimo) cresceu para até 20%, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Canal do Crédito.

À critério de exemplo: quem tem uma renda familiar mensal de R$ 8 mil poderia obter crédito nos principais bancos para adquirir um imóvel de até R$ 345 mil. Em 2017, esse valor não passava de R$ 300 mil – 15% a menos.

Trabalha como autônomo? Não se preocupe, você também pode conseguir um financiamento, desde que seja possível comprovar a sua renda. A comprovação, caso não haja contracheque, por exemplo, pode ser via contrato de prestação de serviços, declarações de sindicatos ou de imposto de renda. O importante mesmo para saber quanto você pode pagar por um novo imóvel é o valor de sua renda.

Faça a sua simulação

 

Não sabe quanto você pode financiar? Há vários bancos que oferecem simuladores de financiamento online e não exigem nenhuma obrigação por isso. Faça comparações entre taxas de juros, instituições bancárias e condições de pagamento.

Para fazer a simulação em bancos como Caixa Econômica Federal, Santander e Itaú você só irá precisar preencher um formulário com alguns dados. No caso da Caixa, você faz a simulação e, após, a instituição analisa sua documentação e faz a aprovação de seu cadastro, indicando se você cumpre as condições para comprar o imóvel – isso inclui utilização ou não do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, valor do financiamento, formas e prazos de pagamento.

As instituições costumam utilizar um sistema de risco de crédito nessa análise. Para isso, coletam dados relativos a possíveis endividamentos e tudo mais envolvendo sua saúde financeira. É preciso passar por essa validação para conseguir o financiamento bancário – caso não consiga, outra modalidade interessante é a de financiamento junto à construtoras.

Invista um tempo nesse estudo. Afinal de contas, é melhor ter o seu próprio imóvel pago com tranquilidade do que bagunçar toda sua vida financeira, né? Na Maciel você encontra todo o auxílio necessário para esse momento tão importante da sua vida. Entre em contato conosco e deixe-nos ajudá-lo.